MORTE: não ignore a certeza que conduz a sua existência. #viva

Atualizado: 14 de Dez de 2018

Você vive os 365 dias do ano?

Ou vive um DIA que se repete por 365 vezes?


PENSE. SINTA. RESPONDA. O que importa para você?


Se for algo de valor econômico, possivelmente você repete mais os dias do que vive de forma diferente.

Se respondeu as pessoas e as experiências, mas investe maior parte do seu tempo para adquirir o que menos tem valor para você, você tá investindo errado.

Agora, se com essa mesma resposta, você gasta maior parte do seu tempo com quem você ama, fazendo o que você gosta e aquilo que acredita.


Parabéns, você está vivendo.

Nosso maior patrimônio é o tempo. Independentemente do lugar do mundo, da crença, da religião, da década, da profissão, da cor... O TEMPO é idêntico para todos. 24 horas por dia. Um por vez. Sem mais nem menos.


E por que será que algumas pessoas parecem aproveitar mais do tempo do que outras?

Quem troca tempo por trabalho e compromissos, um dia vai querer esse tempo de volta para fazer o que gosta, falar o que pensa, amar quem sente falta, visitar o que sonha....

Mas viver é único, não tem flashback.


O passado já foi. O futuro é uma suposição. O presente é agora. um dia tudo acaba. Não tenho medo de morrer. Mas tenho medo de morrer sem ter vivido


O ser humano é incrível. Sua capacidade não-lógica do mais lógico é peculiar.

A razão nos permitiu consciência, que nos deu sabedoria, conhecimento e raciocínio.

Mas do que tudo isso interessa? Importam-se em TER, não em SER. Mesmo sabendo que são humanos, e morrem.

Desde criança não falamos da morte como se fosse uma maldição a ser atraída e isso representa muito do que somos e como reagimos ao longo da vida: ignorando o que importa no máximo dos detalhes, mas valorizando o que não tem a menor importância nos mínimos detalhes.

Faz sentido? REFLITA.É uma inversão de valores. Nós passamos pela vida, não é ela que passa por nós.

Apropriam-se da vida como se fosse eterna, como se razão fosse coerente e justificativa servisse para tudo. Buscam desesperadamente tudo que não tem, mas subestimam tudo que conquistam.

É uma enorme incapacidade de ser grato. N-A-D-A. N-U-N-C-A, é suficiente.

Morrem para acumular.

Acumulam para morrer.

Mas não vivem para sentir.

Estética, saúde, status, aquisições, sociabilidade, tudo isso é parte de um conjunto que precisamos reunir para habitar um plano material. Mas somos energia e nossa maior experiência aqui é encontrar o equilíbrio desse conjunto cotidiano para evolução da alma e do espírito.

Viemos mudar nossa frequência para ampliar a mudança no mundo.

Somos ressonância. Somos Natureza. Somos seres vivos.

Portanto, vamos morrer. Não ignore.


POR FAVOR.

Se acreditarmos que somos um acidente de meteoros, não há motivos para se preocupar com alguma coisa, afinal seríamos apenas a consequência de uma série de acidentes. Certo?

E será por isso que vivemos todos nos acidentando o tempo inteiro? Machucando mais que curando. Culpando mais que compreendendo. Magoando mais que amando. Competindo mais que colaborando. Julgando mais que olhando pra si mesmo.

Não seja a pessoa do “se”. Não gaste tempo. Invista. Quando amanhã já for o fim de tudo, se fosse agora, que sentido faz perder seu tempo com o que não foi e talvez nem venha a ser mesmo?

A dificuldade de nos concentrarmos no que pode SER ainda é que nos faz desperdiçar a chance do que É, de fato, e de SERMOS plenamente.

Agora parece irrelevante, passa rápido. Ih, já foi. É como respirar. Nem percebemos. TEMPO NÃO SE CONTROLA. VIVE.


Atitudes determinam nosso Tempo.

Tenha foco, tenha leveza, tenha sabedoria, tenha fé, tenha entusiasmo, tenha consciência.

Viva com intensidade para que sua morte seja de verdade. Não viva morto para ter uma vida de mentira. O medo sufoca. Vença. O dia que compreender a força renovadora de viver cada dia inteiro, viverá um por vez, com todos os prazeres e desprazeres. Sem ignorar nada.

Somos o que vivemos.

E viver é exatamente assim.

Sem perder a fé, o sorriso e a coragem de fazer de cada dia único.

E jamais repetir qualquer dia sequer uma vez.



mussing.me

produtora de conteúdo e ação